Itinerário de Pasárgada - por Manuel Bandeira - (Autor)

Código: 9788526017122 Marca:
R$ 19,99
COMPRA LOGO... Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 19,99 sem juros
    • 2x de R$ 10,45
    • 3x de R$ 7,07
    • 4x de R$ 5,38
  • R$ 19,99 PagSeguro
  • R$ 19,99 PayPal
  • R$ 19,99 Entrega
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Em 1954, já sagrado e consagrado como grande poeta, o quase setentão Manuel Bandeira voltou os olhos para o passado em busca do tempo perdido, de suas experiências e miragens e, em particular, de sua Pasárgada, espécie de palavra mágica que o acompanhou por toda a vida. A fixação surgiu aos quinze anos, quando o jovem estudante descobriu o nome dessa cidadezinha fundada por Ciro, nas montanhas da Pérsia. A partir dai, durante alguns anos ele viveu em Pasárgada. Mais de vinte anos depois, num momento de depressão e desencanto, uma frase de quase libertação surgiu em sua mente: "Vou me embora pra Pasárgada". Símbolo de evasão, de "toda a vida que podia ter sido e que não foi", como em seu verso famoso, Pasárgada acabou se tornando uma identificação do itinerário da própria vida do poeta. Roteiro de uma vida, revivescência do passado, Itinerário de Pasárgada não e um livro de memórias no sentido tradicional. Franklin de Oliveira observou que se trata da "primeira biografia estritamente literária que se publica no Brasil - historia da formação de uma inteligência poética e não apenas relato de uma vida de poeta". Claro que essas duas vertentes se desenvolvem entrançadas, como os fios de um barbante, desde o momento em que Bandeira ganha consciência da vida, lá pelos três anos de idade, e se emociona assistindo a uma corrida de bicicletas. Mais tarde, identificou essa emoção circunstancial com a emoção de natureza artística. "Desde esse momento, posso dizer que havia descoberto o segredo da poesia, o segredo do meu itinerário em poesia", confessa. Esse itinerário poético, tal como o roteiro de sua vida, deu muitas voltas, que o memorialista evoca com graça e a insuperável simplicidade de seu estilo, desvendando para o leitor as mil e uma seduções de seu mundo, de sua Pasárgada.

 

Detalhes do produto

  • Capa flexível: 184 páginas
  • Editora: Global; Edição: 7ª (7 de agosto de 2012)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8526017128
  • ISBN-13: 978-8526017122
  • Dimensões do produto: 23,4 x 16 x 1,4 cm
  • Peso de envio: 308 g

Sobre o Autor

Manuel Bandeira - Nasceu em Recife, PE, em 1886. Em 1902, teve seu primeiro poema, um soneto em alexandrinos, publicado na primeira página do Correio da Manhã, no Rio de Janeiro. Entre 1903 e 1904, cursou Arquitetura na Escola Politécnica e Desenho de Ornato no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo, mas abandonou os cursos devido à tuberculose. Nos anos seguintes, passou longos períodos em estações climáticas do Brasil e da Europa. Na Suíça, onde esteve entre 1913 e 1914, tomou contato com a literatura de vanguarda francesa. De volta ao Brasil, em 1917, passa a viver no Rio de Janeiro, onde publicou seu primeiro livro: A cinza das Horas. Daí em diante, trabalhou intensamente como escritor, poeta, crítico literário e tradutor. Apoiou a Semana de Arte Moderna de 1922 e aproximou-se de vários modelos estéticos da literatura sem nunca aderir efetivamente a nenhum deles. Em 1940, é eleito membro da Academia Brasileira de Letras, e em 1942 membro da Sociedade Felipe d’Oliveira. Bandeira recebeu vários prêmios por sua obra, entre eles o prêmio da Sociedade Felipe d’Oliveira em 1937 pelo conjunto da obra e o prêmio de poesia do Instituto Brasileiro de Educação e Cultura em 1940, também pelo conjunto da obra. Sua posição na poesia brasileira é das mais importantes, sendo um dos pioneiros do Modernismo e o principal introdutor do movimento. Mário de Andrade o definiu como “o São João Batista do Modernismo”. O escritor faleceu em decorrência de uma parada cardíaca no Rio de Janeiro em 1968, aos 82 anos. Pela Global Editora publicou as seguintes obras: Melhores Poemas Manuel Bandeira, com seleção e prefácio de Francisco Assis Barbosa, Melhores Crônicas Manuel Bandeira, com seleção e prefácio de Eduardo Coelho, os infantis Na Rua do Sabão, Trem de Ferro, e as novas edições de Estrela da Manhã, Estrela da Tarde e Itinerário de Pasárgada.
R$ 19,99
COMPRA LOGO... Estoque: Disponível
Pague com
  • PayPal Express
  • Pagamento na Entrega
  • PagSeguro
Selos
  • Site Seguro

N&S - Livraria - CNPJ: 24.695.940/0001-00 © Todos os direitos reservados. 2019